História da Aldeia da Mata

Tudo começou há 21 anos, quando o jovem Elias José Cagnoni, aos 26 anos, reunia-se todas as segundas-feiras com 4 amigos para o estudo do Evangelho no Lar e orações pelos doentes, em sua kitnet de 25 metros2 ..

Em um desses encontros, Elias incorporou o Caboclo da Mata, que falou aos presentes, na sua simplicidade, a respeito de assuntos ligados à espiritualidade e se dirigiu ao grupo referindo-se sempre à “nossa Aldeia”.

Quando deram por si, 25 pessoas se reuniam naquele pequeno espaço. Foi preciso, então, procurar um novo local para as reuniões e surgiu, assim, a Aldeia da Mata, em 1998, na Rua Guaianazes, esquina coma a Alameda Eduardo Prado, no bairro Campos Elíseos.

Pela necessidade de legalização do espaço, como religião, ele foi registrado sob o nome Templo de Umbanda Caboclo da Mata, com reconhecimento oficial da União de Tendas de Umbanda e Candomblé do Brasil, presidida pelo renomado babalorixá Pai Jamil Rachid. Legalmente, o Templo é presidido pelo sacerdote Elias José Cagnoni. O local ficou consagrado popularmente como Aldeia da Mata, como sempre carinhosamente se referia o Caboclo da Mata.

Em 2002, o espaço já não comportava mais a quantidade de pessoas nos trabalhos espirituais. Foi então alugado o imóvel onde está até hoje, na Alameda Eduardo Prado, 254. Atualmente, o terreiro recebe cerca de mil pessoas, semanalmente, que participam dos trabalhos espirituais, além dos diversos cursos que o espaço oferece, como Reiki, Numerologia, Tarô, Animal de Poder, Baralho Cigano, entre outros, os quais levam o participante ao encontro de si mesmo, do Eu Interior, pelo autoconhecimento.

Os trabalhos espirituais seguem a cada dia, dentro dos princípios fundamentais da Umbanda, Amor e Caridade, estabelecidos pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas através do fundador da Umbanda, Zélio Fernandino de Moraes. Por isso, o templo também incentiva as pessoas ao exercício da caridade aos menos favorecidos. Entre as ações sociais, estão visitas sociais periódicas a instituições de idosos e crianças carentes, o “Chocolate Quente”, com distribuição de leite com chocolate, pão, roupas, calçados e cobertores para pessoas em situação de rua, na região central de São Paulo.

Aldeia da Mata Aldeia da Mata Aldeia da Mata

Também se destaca o projeto LIMPANDO A PRAÇA, que, com a participação dos médiuns do terreiro e voluntários, conseguiram eliminar o grande acúmulo de lixo que era jogado na esquina da Alameda Eduardo Prado com a Avenida Rio Branco. No lugar do lixo, foi construído um belo jardim, mudando totalmente o cenário daquele lugar.

Em julho de 2009, durante uma “Festa Julina” na rua da Aldeia, havia várias crianças da Comunidade Moinho (que fica a 200 metros do templo), tarde da noite, descalças, famintas, sem agasalho, e o pior: muitas estavam sozinhas. Então, o sacerdote Elias, pediu o apoio dos aldeianos para desenvolver um trabalho social para aquelas crianças. O desafio foi aceito e, no dia 12 de julho de 2009, teve início o “Espaço Curumim Aldeia da Mata”, já com 17 crianças no primeiro dia.

Atualmente são 57 crianças e adolescentes matriculados, de 3 a 14 anos, que recebem alimentação, carinho, educação, atendimento odontológico, noções de higiene e cidadania, preservação do meio ambiente, e desenvolvem atividades lúdico-recreativas. Este ano o espaço foi registrado oficialmente como ASSOCIAÇÃO ESPAÇO CURUMIM, com sede na Alameda Eduardo Prado, 310, a 100 metros do templo. Todo o trabalho é mantido exclusivamente por colaboradores espontâneos e voluntários. Trata-se um trabalho social realizado pela Umbanda!

Outra conquista da Aldeia da Mata, por meio de doações espontâneas, foi a aquisição de uma chácara em Jarinu/SP, um verdadeiro templo na Mata! Lá foi estabelecido o Templo de Umbanda Caboclo da Mata de Jarinu, onde também são realizados trabalhos espirituais de Caboclos e Pretos-Velhos, mensalmente, e os eventos espirituais esporádicos do templo, como as homenagens aos Sagrados Orixás.

Como chegar no sítio da Aldeia da Mata em Jarinu:

Siga pela Rodovia Fernão Dias. Entre à direita no km 44 (Logo após o Restaurante Frango Assado), sentido Jardim Brasil , manter à direita, passar por cima da Rodovia Fernão Dias, fazer a rotatória a esquerda, logo em seguida vire à direita e pegue a Rua Brasil e siga nela, sempre entrando para a esquerda (+ou – 2,4 km) até chegar na Estrada Municipal. Entre à Esquerda na Estrada Municipal e siga nela por + ou - 900 metros.

Depois pegue à direita, por + ou – 100 metros, e entre logo à esquerda na Estrada Amazonas; e siga nela por +ou- 3,7 km. Depois entre à direita na Estrada Tapajós e siga nela (+ou- 500 metros) até chegar na Av. Marginal Jerônimo de Camargo. Entre à esquerda nessa avenida e siga em frente.

Passando a entrada do Hotel Fazenda Recanto da Paz, siga em frente por mais aproximadamente 1,5 Km, até chegar na Estância Diori, que fica num trevo que tem um ponto de ônibus e um orelhão. Ali, entre à direita e estará pertinho do Sítio da Aldeia, a 250 metros aproximadamente... PRONTO, CHEGOU!!!

Dados de nossa casa.

Alguns números referentes aos nossos trabalhos espirituais e assistenciais.

Filhos da Casa
Assistidos/Semana
Famílias Ajudadas
Crianças Assistidas

Alameda Eduardo Prado, 254 - Campos Elíseos - São Paulo

Contatos 3331-1343 | 99953-1534